Dia 13: dia de transformar os acontecimentos em música (parte II)

13/06/2009

Para quem ainda não conhece o projeto: clique aqui e participe agora. Só valem as contribuições chegadas até a meia-noite de hoje (dia 13 de junho).

E para quem participou, aí vai a parte mais saborosa: as musgas.

O dia 13 de maio gerou duas canções.
A primeira se chama 13 de maio – o revés. E juntou nada mais, nada menos, que 46 compositores (contando comigo) numa só música.
Espero que todos consigam reconhecer sua contribuição. Por mais que seja uma palavra ou uma estrofe inteira, cada pedacinho foi extremamente importante.

A segunda, se chama 13 de maio – o “x”. Reuniu 12 compositores (ah, por pouco não foram 13…) e contou com a participação de um batalhão de formigas cantoras e um sapo-boi.

A menção honrosa dessa primeira colaboração vai para Tulipa, que foi a 13ª pessoa a mandar email para o projeto.

E um agradecimento especial ao Monstro, que fez os arranjos e gravou tudo comigo, dando sua contribuição mais que monstruosa e indispensável às duas canções, que ficaram com ares de 1913. Esse meu monstro é um gênio.

Bom, vamos à primeira.
Aí vai ficha técnica, com nome da música, autores (em ordem alfabética), letra e link para baixar.

*

13 de maio – o revés

autores

música:
Lulina

letra:
Alexandre Borba
André Bandim
Andrei Moyssiadis
André Édipo
Angela Palma
Anne Sales
Boris Vasylyshyn
Brad B
Bruno Morais
Bruno Orsini
Dago Donato
Daia
Daniela Hasse
Danilo Nakamura
Diana Meira
Edson Valente
Felipe Vieira
Fellipe Figueiroa
Gabriela Magalhães
Giovani Castelucci
Gustavo Gusmão
Habacuque Lima
Indigo
Jessica Miti Ohara
Juliana Pontual
Lais Kantor
Laura Wrona
Leonardo Barbalho
Luiz Pattoli
Lulina
Lusenalto Andrade Filho
Mai Fujimoto
Marcela Egito
Marko Mello
Matt Love
Missionário José
Pedro Falcão
Raquel Gariani
Rodrigo Édipo
Rui Branquinho
Tânia Oda
Tiago Barizon
Tito França
Tulipa Ruiz
Vinícius Mariano
Гоша Сивковский

Link:
13 de maio – o revés

Letra da musga:

o meu dia não anda lá essas coisas
muda a cor, muda o cheiro, muda a temperatura

eu rezo para não fazer calor
dor nas costas, asia, hoje é só mais um dia

o meu filho espirra sem parar
minha bexiga já está cheia de xixi
eu sopro as poerinhas ao pensar
no angu de caroço, mas vai melhorar

essa academia me entedia
uma afta na boca dolorida
não vou me afogar na sala de estar
não vou mais contar no singular
eu quero trabalhar sem ter que falar inglês

pintei as unhas de esmalte vermelho
tive alta do tornozelo, desisti do dentista
fiz a barba depois de 4 anos
tive saudades do banho com monstros na minha infância

plantei uma alfazema, consegui acordar cedo
percebi que todo dia parece o mesmo
o melhor de hoje foi há um ano atrás
do copan vejo o horizonte
buscando uma paz que não existe mais

ressaca pós-desclassificação
minha garganta dá sinais de infecção
preguiça e barulho pra acordar
mandei bom dia e alguém já vem me brochar

levei a gata no veterinário
na oficina me fazem de otário
dia mais ou menos, sem mente, eu diria
somente essa melodia
vai me ajudar a não comprar mais briga
quem nao faz vai tomar, sambar é a saída

eu sonho com a sexta e me sinto uma besta
enquanto uma velhinha inglesa
só faz reclamar da roupa da rainha
já vai acabar
já foi o bastante para um dia
entro em casa, limpo os pés
hoje foi um aniversário ao revés

I’m a little tapped out right now
I’ve been sitting on my ass
with love, with love
I’m painting my new day

*


13 de maio – o “x”.

autores

música:
Lulina
Monstro

letra:
Angela Palma
Carol Helena
Fabíola Alves Silva
Fernanda Zerbini
Flávia Amaral
Gabriela Kyrillos
Leonardo Barbalho
Luiz Pattoli
Lulina
Má R.
Marcelo Perdido
Vinicius Lima

Link:
13 de maio – o “x”

Letra da musga:

nem todo x é uma encruzilhada
ele era tudo o que eu precisava
mas ele não precisava de mim

hoje é mais um dia que passa
levando com ele o fio da minha meia calça
mal começou está no fim

fui pedida em casamento
e me separei também
organizo o meu tempo
para viver cada fato de uma vez

o dia é um beijo no meu pescoço
que depois vira um dia como qualquer outro
tô só no chá
(chá chá)

comprei um carro que eu não queria
hoje comi beringela e carne moída
tanta coisa pra pensar

dois problemas para resolver
queda de cabelo e procurar apê
descobri que o meu fígado
é o X da questão que eu errei

5 Responses to “Dia 13: dia de transformar os acontecimentos em música (parte II)”

  1. paola.z Says:

    o sol entre as cerejeiras do jardim, eu e meu chekhov entre as almofadas do sofá.

  2. Mario Says:

    ê!
    mandei alguma coisa sobre hoje
    até mais!

  3. Vívian Says:

    não é que a letra ficou interessante? parabéns!


  4. […] Esta é a música que surgiu das frases do último dia 13 (clique nela para baixar). Com essa, já temos 3 canções compostas e gravadas para o nosso disco coletivo sobre os nossos dias 13. Para ouvir as outras duas, clique aqui. […]


  5. […] 13 de maio – o revés 13 de maio – o revés by lulilandia […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: