LOURDINHA LOPES ACOMPANHA TEMPORADA DE LULINA NO GRAZIE A DIO

06/08/2009

Diretora alagoana diz-se “excitada pela idéia de desnudar o universo indie paulistano”

Da reportagem local

“Lulina pra mim é um dos manjares dessa nova fornada de talentos brasileiros. Deliciosa! Ela goza de um frescor bem típico da pernambucanidade tipo exportação, não é mesmo? Com suas letras verdejantes, pueris, delicadas, e concomitantemente, experientes, fortes e amadurecidas, mas com uma feminilidade provocante. Pra mim, ela é como um All Star sujo de lama do mangue”. Assim Lourdinha Lopes define seu interesse por Lulina, razão pela qual ela se deslocou mais de 2000 quilômetros, de Maceió até São Paulo, para acompanhar a temporada da banda Lulina e os Reticências no Grazie a Dio, na Vila Madalena. O material vai virar parte da divulgação do lançamento do álbum Cristalina, que finalmente, está sendo prensado. A diretora alagoana diz-se muito feliz por essa oportunidade. É também o seu primeiro trabalho com o rótulo da Dulaya. Conta que no início, sofreu resistência do grupo, principalmente do Morton Green. “O Morton não gosta muito de mim. Me exclui dos projetos. Mas eu tou pouco me lixando. Pego a filmadora e saio “shotando” por aí, (risos)”. Figurinha fácil nas colunas sociais de Maceió, já dirigiu pornô-chanchada, foi discípula de Gláuber Rocha e militante comunista. Desde de criança sempre gostou de MPB e freqüenta bares de música ao vivo com suas amigas, “pra tomar umas cervejinhas e dar uma fitada nos rebolados da orla da Pajussara”, mas que se descobriu na música indie ao conhecer Lulina, em um show no Copolla, também na Rua Girassol, na Vila, em 2007. “Desde então, fiquei excitada em desnudar o universo indie paulistano. Comecei minha coleção de All Stars e virei melhor amiga da Milga Plievski, aquela Chimboqueira com Parkinson, com quem aprendo horrores. Somos duas “senhouras” em meio a essa garotada tão jovial, sempre a postos (risos). Formamos uma dupla dinâmica, embora a Milga me chame de oligofrênica quando uso essa expressão”.

*

LULINA NO GRAZIE A DIO! ÚLTIMO DIA DA TEMPORADA.
Data: segunda-feira, 10 de agosto.
Endereço: Rua Girassol, 67.
Horário: 22h.
Preço: R$ 15,00.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: